Como diminuir a retenção de líquidos do jeito certo

Olá, muito obrigada pelo seu interesse em nossos artigo. Hoje vamos abordar de forma mais acadêmica o assunto: Retenção de Líquidos. Acreditamos ser um tema que afeta grande parte da população do nosso planeta, principalmente nós mulheres!

Este é um daqueles problemas que todas nós sabemos que teremos cedo ou tarde. Mas, na verdade, não é tão simples assim. Muitas fazem retenção de líquidos sem saber e acabam por não tratar ou andam com garrafas de chá atrás para ajudar na famosa retenção que às vezes não têm.

Identificar os sintomas é o primeiro passo para compreender o que se passa com o seu corpo. Alguns estudos indicam que podemos ganhar até 2,3 quilos a mais apenas com a retenção de líquidos. E, ao contrário do que a maioria das pessoas tende a pensar, quanto mais água consumirmos, menos vai ficar retida. Perceber aquilo que o seu corpo quer transmitir não é fácil, neste caso, mais significa menos.

Para quem não leu nosso artigo anterior aí vai uma breve descrição sobre o assunto:

A retenção de líquidos ocorre quando o corpo armazena uma quantidade desnecessária de água causando desconforto e deixando sua aparência “inchada”, principalmente em volta do rosto, mãos, abdômen, seios e pés. Segundo a Medical News Today (uma das editoras líderes na área da saúde), quando existem desequilíbrios no corpo, uma das formas que ele tende a reagir é acumular água em certas zonas — daí que a retenção seja muito comum no período pré-menstrual.

Como identificar a retenção de líquidos em nosso corpo com método caseiro?

Se comprimir ou apertar de forma contínua a pele das pernas e, quando soltar o dedo, ficar marcado, doer ou a pele demorar algum tempo para voltar ao normal é porque está com retenção de líquido no local. E se você perceber o tal aumento de peso que não está associado a uma maior ingestão de alimentos ou falta de exercício.

  1. Consulte um médico – ele realizará exames físicos e pedirá testes laboratoriais para determinar a causa do transtorno.
  2. Se você tem um estilo de vida sedentário ou fica sentado por longas horas em função do trabalho vai aí uma dica: mexa-se! Se alongue! Relaxe!  A cada 40 minutos, levante-se e dê uma andada. Assim, o sangue continuará circulando e as extremidades inferiores não ficam com água retida. A recomendação não passar muito tempo sentado, está ganhando cada vez mais força, que em pouco tempo entrará para o rol de orientações médicas rotineiras!
  1. Mantenha-se hidratada, mas o faça na quantidade certa vai ajudar o corpo a eliminar de forma mais eficaz as toxinas acumuladas, liberando a retenção. : uma mulher adulta deve beber diariamente 1,5 litros de líquidos e um homem 1,9 litros.
  1. Consuma alimentos ricos em potássio, que estimula a eliminação de água do organismo, coma vegetais, frutas etc.
  1. Pratique atividades físicas com frequência;
  1. Diminua o consumo do sal, segundo a Organização Mundial de Saúde, o máximo de sal que devemos ingerir por dia são cinco gramas quando a média de consumo são 12 gramas.
  1. Diga adeus aos embutidos, aos alimentos pré-preparados e à fast food. Lembre-se que muito do sal que consumimos está escondido nestes alimentos.
  1. Complemente sua dieta com um suplemento alimentar à base de: fibra alimentar, chás (verde, mate); camellia sinensis; café verde; cúrcuma longa; gengibre; capsicum annuum, e adoçante natural: Vai ajuda-la com o problema de retenção de líquidos e ter mais saúde!

 

Dê o primeiro passo! Transforme as recomendações acima em Hábitos! Se esforce, programe lembretes em seu smartpfone; celular ou na geladeira, acorde, caminhe e tenha uma alimentação saudável!

Nunca é tarde para mudar seus hábitos!

 

 

Fontes de pesquisa:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *